20/10/2010

Te amo...


Como acreditamos que estamos certos. Como achamos que nada irá nos derrubar. E Tu vens e permitis que eu caia. Tu vens e fura meu balãozinho. Ponda-me onde eu estou crescendo errado. Fazes tudo isso me amando, me instruindo. Confesso que a forma foi muito dura, mexeu com todo o meu ser, fazendo com que eu entrasse em um profundo abismo de dúvidas e agústias.

Mas tu me amas tanto: " És meu filho muito bem-amado, em ti ponho minha afeição" (Lc 3, 22) como tais palavras mexeram comigo. Como simples gestos teus me fizeram entender o que queres. Fico impressionado com o tamanho do amor e dedicação com um pobre ser como eu.

0 comentários:

Postar um comentário

Comenta ai o que você achou ....