31/12/2010

Tu és eu


A ansiedade toma conta do meu ser. A hora não passa. Sinto sua falta.

Nem lembro quando foi a última vez que nos encontramos e tiramos um bom tempo para nós.

Meu corpo está tão fraco pela tua falta. Meu coração doe ao mesmo tempo em que se alegra com as futuras decisões.

Preciso tanto ouvi a tua opinião sobre os novos rumos a serem tomados por esse frágil menino.

Tenho medo de está fazendo errado, de está somente pensando no meu eu, e deixando de ser eu. Quero fazer diferente, quero ser diferente.

A diferença que encontro quando estou contigo, quando meu coração dispara com as tuas palavras, quando a temperatura do meu corpo aumenta quando te aproximas de mim, quando és somente tu faz eu encontra meu eu.

29/12/2010

Dias


Doze dias sem postar nada. Por quê? Ainda não sei! Talvez a falta de tempo, de assunto, de inspiração. Se é que precise de tais coisas para transcrever sentimentos e momentos vivenciados.

Nesse meio tempo da última postagem até esta; uma tempestade de acontecimentos, de sentimentos, sensações, conquistas, quedas atingiriam essa frágil existência. Revelando que os dias são ricos. Que crescemos em uma hora e não outra diminuirmos significativamente. Que círculos de amizades, estudos, trabalhos, religiosos são fechados com uma simples palavra. E que abre-se novos círculos em questão de segundos. E uma nova ânsia de viver brota dando um novo sentido a beleza da vida. Que os sonhos não deixam de existe enquanto não são realizados. Que as amizades quando são verdadeiras sempre conseguiram recomeçar apesar de todos os imprevistos colocados com as palavras e atitudes.

Em cada dia são criadas novas manias, surgem novas visões de mundo, aparecem pessoas que você nunca sonhou em criar uma relação de carinho com elas. É assim que gira o mundo fazendo você perceber que o pulsar do seu coração move tudo ao seu redor. Por mais que se diga que é a mente que toma conta das escolhas sempre existe uma pintada de sabedoria desse órgão divino. E nos mostra que não precisamos de viradas de anos para sermos melhores ou para estamos melhores. Necessitamos e de amor em nossos dias, em nossos círculos, em nossos relacionamentos, de amor onde não há Amor.


17/12/2010

Pedido de desculpas


Meu coração sente-se culpado pelo que ele causou ao teu.

Minhas palavras são tristes hoje, pelo que você entendeu delas no passado.

As palavras que tiravam lágrimas de sorrisos, hoje elas tiram lágrimas de tristeza.

Este coração hoje pode senti o que é ser resumido,curto, breve, distante, longe

Ele pode senti um pouco da dor que tu sentistes.

Esses olhos viram como a falta das palavras para finalizar uma conversa tem tanto poder

sobre o coração humano.

A relação que montamos, ainda não chegou ao fim. Defino-a como algo precioso. Que necessito. Algo que não consigo construi com qualquer um. Igual a essa nunca mais conseguirei montar com mais ninguém.

Estes últimos tempos tem sido você o meu grande confidente, alguém que consigo fala o que estou sentido, tarefa tão difícil para mim.

Peço-te desculpas, pelo o que as minhas palavras causaram ao teu ser.

O que a minha ausência fez com a sua imaginação.

o que a correria dos nossos dias acabou ocasionado : o congelamento da nossa relação.

Independente de como será daqui para frente continua sendo muito especial para mim

meus mais que amigo...


15/12/2010

Chegada de um filho


Ainda não sei como você virá para mim

Qual será a cor dos teus olhos ou do teu pêlo.

Não sei como você será concretamente,

Porém os sentimentos que são nutridos em relação a você

São os mais sinceros e verdadeiros possíveis.

Não vejo a hora de você chegar e ser acordado por ti durante a madrugada.

Ser totalmente lambuzado pelos teus carinhos.

Fico a imagina-nos a brincar, a correr, a passear pelas margens da sociedade.

Espero-te para te dar um banho de carinho e amor,

Mesmo que tantas pessoas reprimam o meu desejo em te ter.

Espero ansioso pela tua chegada Look Delchiawon,

Pois te quero mais que um cachorro, te quero como um

Filho-amigo.

A voz



Estou cansado de ser jogando de um lado para outro.

De gastar todas as minhas fortunas e forças para escutar teu não.

Cansei de está sempre de alguma forma ligado a você.

Sou precioso.

Não preciso descer a tanto para alcançar a minha tranqüilidade humana.

A voz que sempre escutei. Hoje ela grita dentro de mim. Pede que eu desligue-me de você. Ela deseja que eu te esconda no meu passado.

Todas as vezes que escutei as palavras dessa boca. Nunca fui prejudicado. Pelo contrário, os êxtases da minha vida aconteceram quando me entreguei totalmente a elas.

Já não quero mais menti para te ter. Omitir para te conquistar. Iludi-me na certeza de que sou feliz possuindo-te.

Existe algo melhor preparado para mim (posso sentir). Não quero construir as realizações dos meus sonhos com materiais de sentimentos e ações tão desprovidos de verdade.

Hoje, na descoberta de quem é você vi que a verdade é fruto do amor. E infelizmente em você não existe verdade, conseqüentemente não existe amor.

14/12/2010

Precipício

A ânsia do vômito. Já posso sentir.

A barriga embrulhando é sinal de que algo não fez bem.


A minha vontade de passar o tempo de esquecer tudo o que havia passado durante o dia; de preencher o vazio inexistente. É o que me leva as mentiras, a esquecer todos os cuidados, a colocar-me em situação de perigo e a viver uma aventura mortal.

Agora consigo entender nitidamente o porquê das pessoas pecarem tanto. Pecar é não ter controle sobre as vontades humanas e submete-se ao seu controle. É fica surdo para as vontades divinas.

Posso enxergar o porquê do grande descontentamento de Deus em relação ao pecado. O pecado nos deixa vulneráveis as tristezas, aos vazios. Nunca conseguia entender por completo a afirmação que tantos faziam: “O pecado leva a morte”. Hoje posso constatar que ele nos leva a tal desejo.

Ao ponto de nos conduzir ao precipício que se abriu entre Deus e eu. Ainda não consigo enxerga a ponte da misericórdia. Tenho certeza que ela está sendo construída apressadamente para me resgatar.

Estou sem controle sobre o meu corpo. O precipício vai aumentando. As pedras que beiram a ponta que me encontro vão caindo na escuridão sem fim. No desejo de que eu me desequilibre e caia também.

Rápido, construam, me alcancem...

13/12/2010

Perfume


Perdido em meio um monte de conhecidos

Deslocado dentro de mim mesmo

Fazendo tanto e fazendo nada

Em meio a tanta atenção, sem a atenção desejada

A Carência, a Saudade e a Solidão

Vieram me visitar...

Presenteando-me com as sua companhia a Dona Carência vinha falando-me de você, das palavras que seriam proferidas por tu naquela ocasião. Contando-me dos carinhos que as tuas mãos fariam. O caminho que elas percorreriam em meu corpo. Enquanto ela descrevia toda doçura dos seus beijos a Saudade nos interrompeu com um monte de fotos nas mãos. Mostrando-me os belos momentos compartilhados por nós. Dizendo-me como aqueles dias haviam tornado-se inesquecível para nossa existência. Ela pegou meu celular e mostrou-me as mensagens que transmitiam um pouco do teu amor por mim.

Observei que ali sentada em uma poltrona no canto da sala estava A Solidão quentinha em seu lugar, desde quando entrou. Suas irmãs disseram-me que ela não era de muitas palavras, porém gostava de presentear muito bem as pessoas que ela visitava.

E comigo não seria diferente. Ela deu-me um presente em um belo embrulho azul. Abri calmamente não existia razão para pressa. Era um perfume em um vidro pequeno meio esverdeado. Abri e aplicando-o sobre a minha pele para senti seu aroma...

No instante que o perfume encontrou-se com minha pele e seu odor chegava as minhas narinas vi que se tratava do perfume do meu amado, de seu cheiro. Que por muitas vezes levou-me a loucura e desejo de ter-lo mais e mais. Com certeza ela acertou em seu presente, naquele instante comprovei realmente que você não estava ali e sabe onde você se encontraria naquele momento. As lágrimas foram inevitáveis por senti seu cheiro e não te ter. A Dona Carência e a Dona Saudade diziam-me, mostravam-me milhares de coisas que aumentava ainda mais a minha dor em não te ter. Aos pés da Solidão encolhi-me sem forças, totalmente impotente. Sendo surrado pelas três irmãs.

A porta abriu lentamente, em meio ao chão frio, chorando e sendo encarando pelas minhas três visitas. Pensei quem poderia ser o convidado especial para aumentar ainda mais minha dor. Não tive coragem de olhar pra ver quem era. Sou ouvi uma voz forte, porém mansa que expulsava as minhas visitantes inesperadas. Colocando-as para fora da minha residência e afirmando que ali já havia um dono, alguém que tomasse de conta da casa e de seu proprietário. Sem reluta muito elas saíram diante da forte voz.

Em meio aos hematomas causados pelas minhas visitantes não conseguia ver seu rosto, porém agora eu sabia quem era você. Sua voz agora começava a torna-se reconhecível aos meus ouvidos, o modo como as suas mãos corriam e cuidavam de mim. O Calor do seu corpo em contato com o meu dizia-me quem era você. Mas o que realmente devolveu-me a certeza que você estava comigo, que sua ausência são pequenos momentos de preparo para aumentar nossa felicidade. Foi o seu perfume chegando ao meu nariz e restaurando as forças da minha alma.

12/12/2010

Diferente



Hoje vejo como o tempo e a distância moldou-me diferente dos outros.

Outros que não reconheço mais.

Não se parecem nenhum pouco com as lembranças que guardo com tanto carinho.

Não consigo encontrar a intimidade para conversar com vocês.

Sinto-me um estranho em tuas dependências.

Por mais que eu tente,

Por mais que eu queira essa alegria que vocês sentem

Ela não consegue penetrar meu coração.

Mesmo que vocês pensem que eu sou um chato, um anti social, que sou um estranho

Posso ser tudo isso que talvez vocês achem

No entanto meu coração se alegra por essa nova etapa de suas vidas

Fico feliz por estarem felizes

Aprendi que ama de verdade. É ama quando o outro não quer ser amado.

E que teu sorriso e que faz com que meus dias sejam ensolarados.



10/12/2010

Detetive


Minha Vida sente um vazio por não estar aqui

Meu coração chora de desejo pela tua presença

Cada dia torna-se mais longo para te encontrar

Fico a me perguntar o porquê espera tanto, se podemos nos ter todos os dias?

E mesmo sabendo que te encontrarei nos dias próximos procuro-te em meio aos sorrisos, aos gritos de euforia, na ânsia de apaga a expressão de procura do meu rosto.

Caço-te em meio a multidão louca, no desejo da providência de matar minhas angústias pelo teu carinho.

Entro em salas, abro portas, subo e desço escadas à procura de encontrar teu olhar a também a me procura e matar o vazio que tua ausência causa em mim.

Carreira de detetive frustrada, porque basta fecha meus olhos e ver tua residência fixa no meu coração.

E corre até a porta, esperar teu abraço e sanar de uma só vez todos os meus medos e carências.

08/12/2010

Ele



Ele: Você está me pedindo para deixá-los?

Ele: Sim.

Com o olhar molhado pelo passado ele abaixa cabeça e encara o chão.

Ele: de-i-xá-los

Ele: Você está com medo?

Ele: Medo? ... Talvez não seja a palavra certa para... Tantos sentimentos e reações que estam acontecendo na fragilidade desse humano.

Ele: Então você não me ama?

Ele: Amo com todas as minhas forças! Mas...

Ele: Mas...

Ele: Mas é minha história.

Em meio as lágrimas do passado são narrados acontecimentos, fatos, sorrisos por ele vivenciado.

Ele: Então você não vai?

Ele: Vou! Não! Não sei!

Ele: Você não quer seu presente comigo? Construir uma história ao meu lado?

Ele: Quero! Mas vou ter que esquecê-los?

Ele: Esquecê-los não. Apenas deixá-los.

Ele: Por que isso?

Ele: Porque eu te amo, e com ele nós não seremos felizes.

O silêncio habita entre a mistura das lágrimas do passado e do presente ele afasta-se dele.

No meio das lágrimas escutasse um suspiro e um grito de certeza...

Ele: Eu vou!

Ele vira-se e abri um sorriso.

Ele: Pensei que você não iria vim. Mas por quê...

Ele: Porque o amor é presente.


06/12/2010

Vale a pena.





Chovia lá fora, dentro de casa parecia muito mais intensa do que realmente era.

Deixar a cama nunca foi uma tarefa fácil. Deixar todo calor, aconchego, descanso que encontrei deitado naquele simples lugar?Ir ao teu encontro? Enfrenta escuridão,chuva, frio, tão intensos como hoje? Sai de mim para ir a ti?

Fiquei a pergunta se tal despojamento valeria a pena. Se realmente eu queria aquilo ou era somente ilusões colocadas por outros nesse frágil ser.

No entanto vi que não era, porque algo inquietava dentro de mim. Impulsionando-me a enfrentar a tudo e a todos para viver esse amor. Amor esse, que a cada dia vem tornando-se mais real e verdadeiro e não somente mera ilusão que ansiava meu coração.

O amor que tenho por você é muito mais quente do um desconhecido frio. Descansar em ti e muito mais restaurador do que qualquer cama. Sai de mim para vivencia você é o que realmente me faz feliz. E principalmente a força do teu amor é o que me impulsiona a te amar.

04/12/2010

...

Fico admirado com a pedagogia divina. Como ela trabalha para que O vejamos e principalmente para que a mensagem chegue ao seu destino, nosso coração. Quantas coisas são permitidas, como nesse período estamos sempre sensíveis ao amor de Deus, como cada peça vai encaixando-se diante de seu plano. Seria ilario, se não fosse tão encantador.
Sabe, sem muitas palavras para escrever hoje, mas sinto-me honrado e precioso. Vi a briga de Deus e do demônio por mim e por causa das minhas escolhas. O demônio revoltado com a minha decisão por Deus. Disposto a acaba com tudo. Porém Deus em seu infinito amor não permitiu e tomou a nossa frente. Deus como eu te amo.

02/12/2010

Sensações


Arrepiando todos os pelos do meu corpo.
Atiçado toda minha malícia.
Me deixando louco em pensamentos.
Elevando a temperatura do meu corpo.
Conduzido-me a inquietação e a perca dos sentidos.
Somente o teu gesto tem tal poder sobre mim
causando uma incerteza:
simples carinho ou
uma ação cheia de significados?