25/01/2011

Querer


Queria que você não enxergasse o lugar mais a pessoa.

Queria que você passasse pelas mesmas mudanças que eu passei, graças a ação do amor.

Queria que você não olhasse o velho, mas o novo.

Que entendesse que não está perdendo, mas está ganhando.

Queria que você não me julgasse, mas que olhasse em meus olhos e enxergasse o novo brilho que ele ganhou, depois de tudo o que viu.

Quero que entenda que não estou deixando, mas que estou aumentando.

Quero tirá as suas lágrimas de alegria e orgulho. E não as de tristeza e solidão.

Porque a solidão já não existe mais aqui. A felicidade nunca foi tão constante em meu ser.

Quero que você viva na alegria que escolhi e que me completa.

Quero na verdade que você me aceite naquele que é real e verdadeiro.


18/01/2011

Rendido pelo Amor


“Meu Deus que amor é esse que me conquistou”

(Malas prontas, missionários Shalom)

Meu Deus, esse é o trecho que encontrei que chega mais perto desse amor que estou sentido em relação a você. Nesse amor que tu me chamas a viver, o amor esponsal. Amor que me rendi literalmente de joelho. Amor que invadiu o meu peito a ponto de estourá-lo de tanto amor.

Era. Era não! É! Muito amor que consome todo o meu ser. Fico constrangido diante de tanto amor. Torna-se impossível tê-lO e não doar-se inteiramente a Ele com o tudo que sou e com o tudo tenho. Diante da proposta feita por Ele é algo impossível não dizer SIM. Sim a esse carinho, a esse amor, a essa vida doada.

Torna-se algo meu viver em santidade. Não buscá-la como era me ensinado antes, mas tê-la agora. Ser Santo hoje. O amanhã já não importa quando se viver intensamente esse amor. A única coisa que agradará ao esposo é a santidade. Santidade que tenho para Deus e não para os outros. Santidade alcançada por méritos de Deus.

A verdade que tenho é o amor esponsal do meu amado, e quero amá-lo e somente amá-lo. Fico agora a me pergunta como não perder-se inteiramente a tanto amor? Hoje consigo ver a profundidade das letras de tantas músicas. Hoje enxergo como os santos caminharam, como os mártires deram suas vidas e como eu prosseguirei. Vivendo intensamente de amor por Jesus, esposo de minha alma e condutor da minha existência.

17/01/2011

Silêncio



Silêncio! Ah, o silêncio!

Muito mais do que somente ausência de sons.

Muito mais do que fica quieto.

É ir além do calmo,

do silenciar das palavras.

É ir a buscar da voz audível somente aos mansos de coração

É colocar-se diante do principio e do fim.

É escutar o que o coração quer dizer.

É deixar ser levando pelas batidas do silêncio.

É na verdade vim a ser o silêncio.


07/01/2011

O desconhecido


O que estará guardado para mim?

Como reagirei diante do novo?

Será que vou gostar ou detestar?

Vou ficar louco e sair correndo pelo desconhecido?

Está bem que lá é o desconhecido, mas...

O mas não importar mais, O desconhecido tornarei conhecido

O novo farei ficar velho, sendo extremamente intimo dele, porque é o no tempo que são formadas as melhores coisas.

O gostar ou detestar já não são importantes quando a verdade é revelada,

quando o sentido de tudo é encontrado.

E este louco aqui, vai correr, caminhar, pular, brincar junto ao desconhecido.

Vai ter a certeza de que ele não é ruim.

Que ele pode ser a loucura sempre procurada.

O desejo até antes oculto.

A vida que sempre quis.

05/01/2011

Carta ao amigo


Santa Maria, 05 de janeiro de 2011.

Amigo,

Espero encontra-te bem. Que o seu coração não esteja doendo por causa de mim. Sei que algumas ações minhas não foram muito boas, encontrou-me arrependido, eu achou que eu estou. Na verdade não tenho muita certeza do que estou sentido. Nem sei muito que escrever, a vergonha está estampada em meu rosto. Sei que preciso conversar contigo, desabafar um pouco.

Sei que irás me escutar mesmo com tristeza no coração(obrigado por isso) Lá vou eu: Sabe, sinto a necessidade de crescer, torna-me um homem como me foi dito por outro amigo. Só que, sou tratado como menino, pelos meus. Sabe "cara" até gosto de ser tratado assim, o grande meninão. "Tá" bom que eu tenha este rostinho de bebê (rsrsrrs), só que daqui mais ou menos três meses terei vinte um anos,( lembra do meu "niver", neh?). Só que algumas pessoas me enxergam e cuidam de mim como se tivesse 8 anos ou menos. Sabe tenho desejo de crescer, acho que na verdade preciso crescer. Não consigo entender o porquê de ainda não verem que cresci que tenho responsabilidade, tenho discernimento para distinguir o que é bom ou ruim.

Você acredita que um dia desses ganhei um lençol de bichinhos infantis, mas muito, muito infantil mesmo. Tenho certeza que era para cama de bebê. De verdade, rezo para que essa situação mude um pouco não que não se preocupem comigo, pelo contrário quero preocupação, mas não quero obsessão, domino, quero cuidado com minha liberdade e não cuidado com o meu crescimento. Posso está sendo egoísta, pensando somente no meu bem estar, nos meus desejos, mas é o que meu ser pede.

Caro amigo, estou muito feliz com os novos rumos que minha vida esta tomando em direção ao Eterno. As manifestações do amor de Deus para comigo e as providencias são surpreendentes. As experiências que estam sendo proposta para o meu crescimento são fantásticas. Meu coração e muito grato ao Senhor por tudo isso que esta acontecendo comigo.

Amigo, mudando de mim para nós. Peço desculpas pelos acontecimentos passados. Sinto dor quando provoco dor ao teu coração. Mas mesmo na dor tu me procuras. Onde eu deveria te procurar. Deseja-me ter ao teu lado novamente, e quando nos encontramos e nenhuma palavra é dita somente abraços e lágrimas comunicam o que precisa ser falando. E logo me convida para festejamos o meu retorno à tua presença. Não sei como agradecer tamanho amor, tamanha dedicação. Sou muito grato por tua existência em minha vida e por me escuta sempre. TE AMO, "CARA"!

Até breve.

Xandy

03/01/2011

Entrevista com Delchiawon


Descobertas aconteceram quando fores sincero contigo mesmo. Nessa verdade, fui descobri quem eu sou através de uma entrevista com o repórter: Alexandre Delchiawon com o jovem: Alexandre Delchiawon. Vejam as revelações desse menino.


Repórter: Primeiro boa tarde. É uma grande alegria está com você e conversamos um pouco sobre sua vida, sobres suas experiências e sobre o que você acredita.

Delchiawon: Boa tarde, fico feliz por este dia de revelações. Apesar de não ter nada de tão extraordinário a ser revelado, porém espero que as palavras aqui ditas possam ser de ajuda ou de reflexão para alguém.

Repórter: Bem, por que você adotou o nome de Alexandre Delchiawon? É uma fuga de quem é você realmente? Uma máscara, uma outra pessoa? Qual o significado de Delchiawon?

Delchiawon: Assim, a primeira coisa que deve fica bem clara é que eu sou o mesmo em todos os lugares que eu vou, o que vai mudar é o meu comportamento que será uma resposta do local, da situação e das atitudes do outro. O nome Alexandre é meu mesmo, porém o Delchiawon surgiu devido uma brincadeira com meus amigos de temos nomes artísticos. Assim pesquisei e uma amiga minha falou que tinha um amigo cubano que tinha o sobrenome "Dalchiavon". Achei o nome de peso e bonito troquei a grafia para ser mais artístico e diferente. Assim não sei o significado, porém tem origem cubana (risos). Desde modo comecei a me apresentar, assinar como Alexandre Delchiawon. Não como outra pessoa, nem como uma máscara, mas como uma "artista". Hoje vejo que esse nome já faz parte de mim e me tornou único e especial. Dando-me mais certeza na verdade revelada por Cristo que todos nós somos únicos e especiais.

Repórter: Você acabou de fala sobre Cristo. Você é uma pessoa muito religiosa? Acreditar que Deus realmente existe?

Delchiawon: Sim, tento leva os ensinamentos de Cristo na minha vida e nas minhas atitudes. Se sou uma pessoa muito religiosa? Muito, a minha vida gira em tornou de Deus. Sou católico apostólico romano e ao contrário do que muitos pensam que os dogmas católicos são "light" é porque não conhecem na integra o que a igreja de Cristo nos convida a viver. Acredito em Deus com todas as minhas forças, é impossível não acreditar diante de tantas manifestações de sua existência. Tem um beato da nossa igreja Pier Giorgio que dizia :" Viver sem uma fé, sem um patrimônio para defender, sem sustentar uma luta contínua em favor da verdade não é viver, mas é fingir que se vive" E é basicamente isso que acontece com quem não tem uma certeza na vida, Certeza essa que é Deus.

Repórter: Alexandre, como você se definiria? Ou definiria a sua vida?

Delchiawon: Pergunta um pouco difícil e complexa de ser respondida, porque é muito difícil define algo ou alguém. Precisa ser exato, e quando trata de um ser humano é muito difícil defini-lo devido a constante mudança que acontece no mesmo, e as influencias que aparecem na vida dele. Costumo dizer que estamos sendo. Porém sempre temos algumas certezas. E a minha única certeza é que existe um Deus uno e trino que me ama incondicionalmente.

Repórter: Vejo que é extremamente apaixonado por Deus, mas como é a relação com sua família seus amigos?

Delchiawon: Sim extremamente apaixonado pelo Esposo de minha alma. Em relação a minha família e amigos os amo muito. Meu coração é muito grato pelos meus pais pela educação que me deram e como me mostraram o fluxo da vida. Hoje sou o que sou devido a eles, e graças a educação dada por eles tenho discernimento para saber o que é bom e ruim. E especial sou muito grato a minha mãe por tudo que já fez e faz por mim, todas as vezes que me protegeu, defendeu-me, esteve ao meu lado. Ave-Maria! Amo a minha mãe. Quando digo de amigos já passaram muitos pela vida, muitos que guardo com um carinho especial. Apesar de nossas vidas tomarem rumos diferentes sempre os guardarei comigo todos os momentos por nós vividos, todos os sentimentos compartilhados. E aprendi com o mesmo beato dito anteriormente Pier Giorgio que a amizade é uma maneira de nos encontramos com as pessoas e não somente passa por elas. Pois eu pensava que as pessoas só passavam em nossas vidas para nos ensinar algo. No entanto, minha família e meus amigos não são tão importantes quanto o meu Deus. Hoje vejo o quanto Deus é meu amigo e minha família, vejo o quanto Ele é essencial a minha existência. És o sentido dela. E confiou tanto nele que tenho amigos e família quem me completam.

Repórter: Você tem um blog, por que razão resolveu cria-lo? O que pretende passa os leitores?

Sim, tenho!O delchiawon.blogspot.com. onde estará esta entrevista. Resolvi criar o blog para compartilha minhas experiências e aprender com quem passasse por lá. Só que o blog foi tomando um rumo diferente tanto para mim, quanto para quem o lia. Primeiro que escrever para mim tornou-se um hobby, uma válvula de escape. Quando escrevo vou desabafado, me entregando a magia das palavras. A forma como eu escrevia também mudou, meus textos eram como textos de auto-ajuda, de orientações. Com o tempo foi ganhando um cunho lírico e literário. E os meus leitores começaram a encontra-se dentro destes textos. Quando escrevo pretendo que eles divirtam-se, reflitam. Para fala a verdade, escrevo mais para mim do que para eles (rsrrsrrs), mas sem eles talvez o blog não existisse hoje, devido todo o apoio que eles me dão. E quantos textos os ajudaram em suas vidas é um incentivo para continuar.

Repórter: Bem Alexandre, vamos ficando por aqui. Muito obrigado por nos ter concedido esta entrevista. Quem quiser saber mais sobre o Alexandre Delchiawon, perguntar ou tem mais um esclarecimento sobre as perguntas. Pode fazer sua pergunta nos comentários que o Alexandre responderá. Até a próxima.