03/05/2011

Palco


Estava com saudade deste lugar. Saudade de entregar-me. Saudade de tocar. Saudade dos palcos.

Saudade de tocar os corações com os movimentos de minhas mãos. Sensibilizar as lágrimas com os meus olhos. Levar todos a uma reflexão através da minha voz. Meus pés não sabiam mais firma-se nessa terra que me destes como missão.

Quando sou colocado ali, vejo minha vida sendo ofertada, doada, sendo instrumento em tuas mãos. Ali na frente vejo na vida da platéia a tua ação. Eles encontrando sentido para sua existência, na minha simples oferta de ser o Cristo encarnado que faz com que outros Tomé também possam te tocar.

Sentir o coração bater mais forte, as mãos suarem e o frio na barriga são sensações que refletem a felicidade de servir e querer dá o meu melhor para o outro.

Os elogios e a minha felicidade não são mais importantes, porque a felicidade encontro na face do público que encontrou a razão do seu existir. E os elogios sobem até quem realmente merece. O artista maior, Deus, e dono do maior palco existente, a vida.

5 comentários:

Priscila Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Priscila Rodrigues disse...

q perfeitoo !!!
q bom vc está de voltaaa! continue cativando as pessoas e levando á Deus :D
Eu tenho saudades de ser integrante da sua platéia!

Delchiawon disse...

Valeu,

Assim, disposto a levar a todos a tocar o coração aberto do Senhor Ressuscitado e sumirem em sua misericodia.
Qualquer dia desse te chamo a ser mais uma vez essa plateia!
Ah,
Muito obrigado pela fidelidade no seus cometarios, ajuda-me me muito a compor novos textos.

niina :) disse...

vc arrasa, irmão :')
já falei, né?!

(L'

Delchiawon disse...

Obrigado, irmã!
Já falou, e toda a vez eu fiko com vergonha!

Postar um comentário

Comenta ai o que você achou ....